quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Estou triste

Sinto muita dor dentro de mim, por isso compartilhei estas frases (abaixo) no Facebook, no meu perfil do Orkut, no blog do CK e, agora, estou enviando por e-mail, para os meus alunos e para os meus amigos.

Na passagem de ano, de 2009 para 2010, o Senhor falou muito claro com nossa equipe (CK), enquanto adorávamos, que os jovens filhos de Deus devem pensar muito antes de decidirem se casar, porque Deus ainda odeia o divórcio, embora a maioria da sociedade ame o divórcio e muitos na 'igreja' estejam apaixonados pelo divórcio. De lá pra cá, tenho ouvido e visto tantos irmãos e irmãs casados se decidindo pelo divórcio, ao invés de perseverarem em buscar a restauração dos seus casamentos, os mesmos que deveriam ser figuras do relacionamento entre Cristo e Sua Igreja...

Ai de mim! Nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus e não quero julgar ninguém. Mas oro para que os filhos de Deus entendam que o mesmo Deus que pode curar, libertar, salvar e ressuscitar mortos, PODE, ainda hoje, restaurar relacionamentos. O que está em falta não é o PODER de Deus, mas a fé, a disposição, o compromisso com o Reino de Deus, dos que se confessam Seus filhos, mas estão escolhendo viver de acordo com suas próprias paixões e os interesses do império das trevas: o sistema antiCristo quer impedir que reflitamos a imagem de Cristo na Terra, em nossas vidas e, também, nos nossos relacionamentos... A que PODER vamos nos submeter: ao império das Trevas e seu sistema antiCristo... ou ao Reino de Deus e Sua Justiça?

Creio que vivemos o tempo da restauração de todas as coisas e, também, creio que esta restauração começa dentro de nós e nas nossas famílias, para que, então, se estenda ao nosso redor, por toda a Terra.

Pensem, orem, posicionem-se sobre tudo isso, com consciência de filhos de Deus, aqueles pelos quais a criação geme, até que se manifestem...

Estas são as frases em que compartilhei minha tristeza, ainda há pouco:

"Estou muito triste em ver como o divórcio se tornou realidade comum para tantos casais cristãos... Estou triste porque há pastores de rebanhos numerosos abençoando casais cristãos para que se separem...


Estou triste. Estou vendo de perto um dos motivos pelos quais Deus odeia o divórcio: ele gera dor, desespero, morte em vida, gera falsa sensação de liberdade e provoca novas alianças que não deviam existir...

Estou triste. Espero que os jovens pensem bem antes de se casar. E não se casem, se for para casar pensando em separar. Deus odeia o divórcio.

Não tenho nada contra quem já se divorciou. Mas se um casal está com problemas no casamento, quero orar por eles e ajudá-los a crer que o Senhor pode ajudá-los na restauração do casamento. Mas precisam querer, em primeiro lugar, dar prazer a Deus, ainda que a restauração demore alguns dias, meses ou anos para chegar.

Só deveríamos nos casar por causa do Reino de Deus. E, por causa dele, deveríamos riscar a palavra divórcio do nosso vocabulário. Para sempre. Seja assim: Até que a morte física nos separe. Porque o amor não morre, já que ele não é sentimento: amor, é ato da vontade, é decisão.

Decida amar o seu cônjuge, todos os dias, por causa do Reino de Deus. E o Reino de Deus cuidará do seu casamento. Creio nisso com toda a força da minha vida. Alguém consegue crer nisso comigo?"

Jackeline Sarah, casada com Carlos Abrahão
Escritora
Voltando à Origem
(Jesus disse, sobre o divórcio, que, no princípio, não era assim...)

via Facebook
via Orkut
via Blog
via e-mail
via vida

₢ Todos os direitos reservados. O texto pode ser compartilhado, sem modificações, desde que citada a fonte.

Nenhum comentário: