terça-feira, 14 de setembro de 2010

SE DEUS É POR NÓS, TEMOS QUE SER, TAMBÉM, POR DEUS (Pe. Paulo Ricardo)

Parece-me verdade que estamos sendo governados, no Brasil,  por uma ideologia. É verdade, também, que os 94% de cristãos brasileiros não estão organizados, enquanto a militância LGBT e a militância MST são absolutamente organizadas.

Infelizmente, também, é verdade que iniquidade social está tentando se instalar no Brasil, se bem, que a bem da verdade, ela já esteja presente na sociedade. Mas, quando o PNDH-3 foi lançado na surdina, quando ele foi preparado com a "ampla consulta" de 14.000 pessoas (!), quando o plano afirma exaltar a democracia, mas fere seus princípios, inclusive constitucionais, quando o populismo do Presidente se sobrepõe aos seus atos que preparam uma ditadura 'amordaçante' no país... quando tudo isso acontece, torna-se impossível que fiquemos calados, confortáveis, de braços cruzados, em nome de desorganização ou ignorância.

Todos os brasileiros e, especialmente, os cristãos precisam despertar para a importância desta eleição, tamanha que outra não houve assim, desde que há democracia. Todos os brasileiros e, especialmente os cristãos, precisam se levantar para denunciar a tentativa da institucionalização da iniquidade no Brasil e anunciar a todos os eleitores que precisamos votar com consciência, para o bem do povo, para o bem da Nação e para não atrairmos o julgamento de Deus sobre o Brasil.


O padre católico, Paulo Ricardo, pregou uma homília sobre o assunto PNDH-3. Indicamos que Você assista as três partes do vídeo e retenha a sua essência, pois é boa e motivada por fé. Pessoalmente, respeito a opinião do padre quanto a não indicar que votemos em nenhum candidato, mas discordo quanto a nos omitirmos nisso. Não apenas não podemos votar naqueles do Governo que elaboraram o PNDH-3, ou em candidatos do PT. Isso não seria suficiente. Precisamos votar em pessoas comprometidas com os princípios e valores do Reino de Deus. 

Meu voto pessoal, para Presidente, já o tornei público: Marina Silva - 43. É a oportunidade que temos de ter um justo governando o Brasil. Precisamos dar-lhe a oportunidade de disputar o segundo turno e vencer! Além de Presidente, precisamos escolher muito bem os dois votos para senador e os outros, para deputado federal, estadual e governador.

Espero que o vídeo ajude a despertar sua consciência e formar sua opinião. Cada um de nós é responsável pelo próprio voto. Não quero que meu voto contribua para a morte de milhares de crianças, por abortos, nem para que nossos filhos aprendam que o homosexualismo é uma opção para eles. Não quero ser responsável pela institucionalização da iniquidade e por amordaçar a Igreja no Brasil.

Parte 1







Jackeline Sarah
14/09/2010

Nenhum comentário: