terça-feira, 27 de abril de 2010

VIDA REAL

Quero usar um vídeo de uma situação real para ilustrar como o Senhor tem nos levado a pensar sobre a vida dos filhos de Deus neste mundo, em nossa geração. Assista, por favor:


Bem, este motorista foi flagrado, em seu horário de trabalho, lendo. Ler é muito bom, mas não durante o expediente!

Este motorista foi flagrado em total negligência com relação à função que deveria estar desempenhando com cem por cento de sua atenção. A Bíblia nos ensina que o negligente é irmão do desperdiçador, sendo assim, o motorista estava roubando a empresa que lhe paga(va) o salário.

Este motorista foi flagrado em clara displicência quanto ao compromisso que havia assumido, de transportar pessoas, vidas humanas, em nome daquela Companhia. Também aprendemos na Palavra de Deus que a nossa palavra deve ser "sim, sim" e "não, não"; assim, devemos honrar aquilo em que empenhamos a nossa palavra. 'Mesmo que seja um contrato de trabalho'!

Este motorista poderia ser eu. Ou Você!

Para muitas pessoas, inclusive irmãos e irmãs nossos (sem tentar me excluir, como se eu fosse melhor que qualquer um), para muitos... é considerado normal cochilar, ler a Bíblia, ler outro livro, usar o telefone da empresa para fins particulares ou ouvir música sem autorização, no horário do expediente.

Para muitos, é absolutamente aceitável que um funcionário, que, por livre e espontânea vontade, assinou um Contrato de Trabalho com determinada empresa, passe o seu dia de trabalho a murmurar e reclamar dos patrões, dos chefes, do trabalho, enfim, esquecendo-se eles de que, muitas vezes, para conseguir aquele emprego fizeram campanhas e mais campanhas de oração e, certamente, receberam a oportunidade, no início, como uma grande bênção de Deus.

Muitos consideram justo ofender e difamar os clientes que atendem, apertando uma tecla 'mute' ou virando-lhes as costas para fazer, no mínimo, caretas...

O Senhor tem chamado fortemente a nossa atenção para o fato de que os filhos de Deus devem luz e sal onde estão.

Se andam da forma como o Senhor quer, ou seja, orando e ouvindo-O antes de tomar qualquer decisão, certamente, estão naquele emprego por algum motivo, devendo, então, enquanto são exemplos de integridade e excelência no que fazem, corresponder com o Espírito na realização de qualquer que seja o Seu propósito para aquela empresa, colegas de trabalho, clientes. Mas, talvez, não tenham ouvido o Senhor sobre trabalhar ali; neste caso, arrependam-se, peçam perdão ao Senhor e demissão do emprego, mas não assumam a postura ingrata de murmurar, reclamar e agir como se não fossem filhos de Deus!

Alguns de nós se conformam em mentir, desviar dinheiro, falsificar, enganar clientes internos e externos, porque precisam do emprego e são obrigados a isso...

Despertem, filhos de Deus!

Nenhum salário, nenhuma empresa, nenhum contrato de trabalho podem nos obrigar a desagradar ao nosso Deus, que vive dentro de nós, através do Seu Espírito! Da mesma forma, nenhum salário, nenhuma empresa, nenhum contrato de trabalho podem nos impedir de manifestar por fora quem somos por dentro!

E é aí que peço ao Senhor que nos revele que Ele mesmo, Jesus, conseguiu viver como ser humano, comendo, bebendo, amando, rindo, chorando, sentindo fome, frio, calor, sede, dor; conseguiu viver no sentido pleno da palavra, como alguém que trabalhou, caminhou longas jornadas, teve amigos e inimigos, não foi valorizado, sofreu ataques duros e injustos, submeteu-Se, perdoou; tudo isso e muito mais, sem nunca murmurar ou reclamar, sem gerar morte na vida das pessoas que O cercavam, sem ser desleal com Aquilo que representava e no que cria.

Jesus foi íntegro e integralmente comprometido em dar prazer ao Pai, correspondendo com o Espírito Santo em tudo.

E agora? Temos buscado o Reino de Deus com primazia? Entendemos que, no Reino de Deus, não há prioridade 1, prioridade 2, prioridade 3, mas que, quando lhe damos PRIMAZIA, ele se torna aquele que engloba todas as áreas de nossa vida, inclusive a vida profissional, que deve ser tão santa/sagrada quanto a vida ministerial? Já percebemos que quem particiona nossa existência somos nós mesmos e não o Senhor?

O Pai quer filhos que Lhe deem prazer como Jesus, em todas as áreas de suas vidas e em todos os seus lados, especialmente, no lado de dentro, de onde procedem todas as fontes da vida e, também, segundo Jesus, 'os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias' (Mateus 15:19).

No próximo ACKAMPADOS vamos falar sobre a vida do filho de Deus na nossa sociedade. Certamente, o Senhor nos mostrará grandes coisas. Com igual certeza, creio que todas elas começarão nas pequenas atitudes, no dia-a-dia, no descanso e no trabalho, no estudo e no lazer, nos relacionamentos e nas decisões.

Que tal pensarmos nisso tudo, pedindo a ajuda do Senhor?

Jackeline Sarah
26/04/2010

UM COMENTÁRIO SEU SOBRE O ASSUNTO SERÁ MUITO IMPORTANTE PARA NÓS!



Q cara doido! Q lugar pra ler! Sabe? Uma musica q o Pai tem nos dado diz "Seja onde for, seja onde for, em qualquer lugar!" Eu entendo q oq ela diz, tem tdo a ver com o texto...

Nos somos filhos tanto nas reunioes, nos cultos e missas, qto no trabalho... devemos adorar nas celulas, mas tbm na mesa do escritorio... Deus esta resgatando este conceito de sermos um só... integros... de sermos a msm pessoa em qlqr lugar... de sermos adoradores em todo lugar, todo dia, o tempo todo... é daí q vem o 24H!


Mas este texto tbm m confronta como pessoa, me faz refletir até q ponto estou vivendo oq eu msm tenho pregado... e seja ql for a conclusão q eu chegar! Eu vou qrer ir mais fundo nisso... q o Papai m ajude, e q nao seja soh da boca pra fora (q eu sei q eh mto viavel de acontecer)... mas essa eh a batalha, sairmos do bla bla bla e mudarmos de FATO!


Q o Pai no Ajude nessa decisão!

27 de abril de 2010 08:06

Um comentário:

Anderson Arthur (Cotoxão) disse...

Q cara doido! Q lugar pra ler! Sabe? Uma musica q o Pai tem nos dado diz "Seja onde for, seja onde for, em qualquer lugar!" Eu entendo q oq ela diz, tem tdo a ver com o texto...
Nos somos filhos tanto nas reunioes, nos cultos e missas, qto no trabalho... devemos adorar nas celulas, mas tbm na mesa do escritorio... Deus esta resgatando este conceito de sermos um só... integros... de sermos a msm pessoa em qlqr lugar... de sermos adoradores em todo lugar, todo dia, o tempo todo... é daí q vem o 24H!

Mas este texto tbm m confronta como pessoa, me faz refletir até q ponto estou vivendo oq eu msm tenho pregado... e seja ql for a conclusão q eu chegar! Eu vou qrer ir mais fundo nisso... q o Papai m ajude, e q nao seja soh da boca pra fora (q eu sei q eh mto viavel de acontecer)... mas essa eh a batalha, sairmos do bla bla bla e mudarmos de FATO!

Q o Pai no Ajude nessa decisão!