segunda-feira, 2 de novembro de 2009

PARA A SANTIDADE DE DEUS SER REFLETIDA EM NÓS, É PRECISO TER RELACIONAMENTO ÍNTIMO E REAL COM ELE, EM JESUS

Toda segunda-feira, o Pr. Anézio ora pelos seus contatos e nos envia uma mensagem, fruto da reflexão naquele momento de intercessão. Suas meditações, frequentemente, tem a força de imprimir uma nova cor na semana que começa.

Hoje, recebi, logo cedo, a mensagem abaixo, em forma de oração, que quero compartilhar com Você.

Hebreus 12:10 nos mostra que Deus nos faz participantes da Sua santidade. 1 Pedro 1:15s diz: 

Como é santo Aquele que vos chamou, sede santos em toda vossa maneira de proceder, porque está escrito:  sede santos, porque eu sou Santo.

A santidade de Deus é uma característica Sua, inegável e, também, inigualável. Jamais conseguiremos ser santos como Ele é, na nossa própria força. Nenhum de nossos esforços em nos fazer separados para Deus poderá resultar, realmente em santidade, senão, talvez, numa aparência de santidade, que, por ser falsa, acabará por gerar revolta em nós ou nos outros.

Efésios 1 nos mostra que faz parte do plano de Deus, desde antes da fundação do mundo que fôssemos feitos santos e irrepreensíveis diante dEle em amor. Deus quer nos fazer santos como Ele é santo e, para isso, providenciou que, por causa de Jesus (o Cordeiro imolado por nós, para pagar pelos nossos pecados), possamos ter a Sua própria vida dentro de nós, a Sua própria natureza (que é santa) em nosso espírito. Somente por causa disso é que podemos atender a esta palavra criativa do Pai, que nos diz que sejamos santos, já que Ele, de quem fomos feitos filhos em Jesus, é Santo. 

Deus nos quer parecidos com Ele. Quer ouvir a nosso respeito: tal Pai, tal filhos. Quer que sejamos santos, como Ele, e, para isso, compartilha Sua santidade conosco. Se conseguirmos entender isso, pararemos de nos esforçar para realizar o que pensamos ser santidade, nisso ou naquilo, sozinhos; pararemos de julgar os outros, quanto à sua falta de santidade; mas, nos dedicaremos a ficar cada vez mais inseridos na Videira Verdadeira, recebendo Sua vida (que é nossa seiva), em comunhão com o Seu Espírito (que habita em nós), ouvindo e correspondendo com o Senhor, buscando que nos sonde e revele os caminhos maus que há em nós e faça Sua santidade ser refletida em nós naquelas áreas, nas quais corresponderemos com Ele, como filhos que querem dar prazer ao Pai.

O Espírito de Deus é SANTO, por isso, temos a santidade de Deus dentro de nós. Se queremos dar prazer ao Pai, como Jesus, precisamos corresponder com o Espírito Santo em tudo aquilo que Ele quiser transformar em nós, primeiro por dentro e, consequentemente, por fora, para que o Pai possa olhar para nós, aqueles que Ele mesmo fez santos e irrepreensíveis em Jesus, e concluir, a cada dia: sim, hoje, este meu filho ficou um pouco mais parecido com o Meu Filho Amado..., hoje, minha santidade pode se refletir um pouco mais nEle.

Porque Deus é Santo, fomos separados (eleitos para ser como Ele!), somos irreprrensiveis (porque estamos em Jesus, em Quem nenhuma condenação há, porque Ele pagou o preço da transgressões) e seremos Santos, transformados o nosso espírito (que está pronto), a nossa alma (que, hoje, está em processo) e o nosso corpo (que, então, na volta do Amado Jesus, será transformado à semelhança do Seu próprio corpo glorificado).

Não é que não precisemos nos empenhar nisso tudo. Trata-se de reconhecer que os esforços que sejam nossos, que tenham origem em nós ou nas crenças que temos sobreo que é e como ser santos, não podem nos fazer santos. Nossos esforços devem ser em ouvir o Espírito Santo, enquanto nos sonda, e corresponder com o que quer que seja que Ele nos oriente para nos transformar naquilo que o Pai sonhou, antes de nos criar. O plano do Pai a respeito de eu ou Você sermos santos há de se cumprir totalmente em nossas vidas. Então, que nossos esforços sejam em corresponder com o Espírito, que é SANTO, enquanto Ele trabalha para refletir Sua santidade nas mais diversas áreas de nossas vidas!

Se Você quer isso, use este texto do Pr. Anézio para falar com o Pai:

"Dá-me um arrependimento verdadeiro e profundo, ó Pai.

Faz tempo que eu não me quebranto fortemente diante da Tua santidade.

Um arrependimento de raízes, que busque fundo o meu proceder.

Eu sei quem sou, conheço um pouco do meu coração,

Mas quando o Teu Espírito me esquadrinha,

Ele mostra coisas que eu nem imaginava.


Pai, dá-me um arrependimento que expectore coisas velhas guardadas no âmago desta alma.

Alma que insiste em andar em seus próprios caminhos.

Simplesmente, eu quero me arrepender, quero chorar muito meus pecados...

As lágrimas produzidas por Teu Espírito produzem uma doçura e uma Paz incomparável.

 

Vem Espírito, cumpre Tua missão, quebranta este Teu filho!

Libera o meu espírito, semente do Teu sopro!

Quero surfar em Tuas ondas, quero beber dos Teus rios,

Quero sentir o Teu abraço e ouvir Teu sussurro:

Tu és santo como eu sou santo."


Seja assim!

Jackeline Sarah

26/10/09

Nenhum comentário: