sábado, 24 de outubro de 2009

Copa do Mundo, Olimpíadas e Oportunidades



Ora, estavam habitando em Jerusalém judeus, homens piedosos, vindos de todas as nações debaixo do céu...Estavam, pois, atônitos e se admiravam, dizendo: Vede! Não são, porventura, galileus todos esses que aí estão falando? E como os ouvimos falar, cada um em nossa própria língua materna? Somos partos, medos, elamitas e os naturais da Mesopotâmia, Judéia, Capadócia, Ponto e Ásia, da Frígia, da Panfília, do Egito e das regiões da Líbia, nas imediações de Cirene, e romanos que aqui residem, tanto judeus como prosélitos, cretenses e arábios. Como os ouvimos falar em nossas próprias línguas as grandezas de Deus?” 
(Atos 2:5-11 RA)

 

        Algo de sobrenatural e estratégico aconteceu no dia de Pentecostes. Além da descida do Espírito Santo que encheu a toda a igreja reunida em Jerusalém, representantes de todo o mundo da época também estavam ali. O texto é claro em dizer que todos ouviram em suas próprias línguas as grandezas de Deus. Depois da pregação esclarecedora de Pedro, quase três mil vidas renderam-se ao Senhor Jesus Cristo e foram batizadas.  Os que tiveram de voltar para suas terras de origem, certamente levaram a preciosa semente do que viram, ouviram e experimentaram naqueles dias.

 

        Nos anos de 2014 e 2016 estaremos recebendo o mundo no Brasil. Copa do Mundo e Olimpíadas, respectivamente. Jerusalém ofereceu o Espírito Santo; e nós? A cultura do carnaval?

 

          Acredito que pelo menos três desafios temos à frente:...

continue a ler.

 

Nenhum comentário: