quinta-feira, 10 de setembro de 2009

13a. EDIÇÃO DAS 24 h DE ADORAÇÃO EM RIBEIRÃO PRETO/SP

Fomos embalados pela chuva na decoração e montagem dos equipamentos para a 13a. edição das 24h de adoração e intercessão em Ribeirão Preto/SP.


Aliás, chuva foi o assunto sobre o qual o Senhor me levou primeiro a interceder. Pedi ao Senhor que a chuva sobre Ribeirão Preto fosse amena, porque nossa cidade não suporta chuvas fortes, pedi Sua misericórdia; Carlos Abrahão começou orando e agradecendo pela chuva, como bênção sobre nós. Graças ao Pai, no dia seguinte às 24h não havia notícias de grandes estragos causados pela chuva em Ribeirão, o que, infelizmente, ocorreu em outras cidades do estado e do país.

Dos muitos ministérios convidados, treze assumiram turnos de adoração através da música e dança e de intercessão , todos eles se empenharam em dar ao Senhor Jesus aquilo de que só Ele é digno: o reconhecimento de que todas as coisas estão debaixo de Seu domínio e controle, PORQUE DELE, POR ELE E PARA ELE SÃO TODAS AS COISAS!

O Espírito conduziu os filhos a declararem que somos dependentes do Pai, como filhos, como Igreja, como cidade, como Nação. Pedimos perdão por nossa independência e por tudo aquilo que nos impede de corresponder com a Voz do Senhor. 

Fizemos intercessão estratégica. Intercedemos pelo Sudão. A intercessão na madrugada foi quase silenciosa, mas forte, intensa e muito íntima. Chorei algumas vezes... por mim mesma, pela Igreja, pelos jovens que estão sendo tão fortemente atacados...

A experiência de realizar as 24 h de adoração e intercessão em praça pública foi muito interessante. Para nós, a batalha foi muito grande, por se tratar de um local onde as trevas tem imperado, através de violência, drogas, homossexualismo. Por diversas vezes, senti como se estivéssemos empurrando paredes, que tentavam nos esmagar. 

Logo no ínicio, o Senhor Espírito me fez entender que quando defendemos nossas próprias idéias, crenças, certezas, doutrinas causamos uma divisão no Corpo de Cristo, que resulta na situação que conhecemos hoje; e que o Senhor quer que aprendamos a respeitar uns aos outros e a valorizar e priorizar absolutamente aquilo que o Espírito está nos conduzindo a viver.

Houve muitas pessoas que foram atraídas para a Praça pelo Senhor Espírito, para ouvir as canções de  adoração, para ouvir a voz do Espírito que lhes falou, para sentir o toque de Deus em suas vidas. Neste aspecto, foi sem igual a experiência na Praça, já que, quando estamos em um local de reunião dos irmãos poucas pessoas que não tem a Jesus como Senhor entram para participar.

Os cartazes, com versículos e frases falando sobre o Reino, sobre vida de adoração, sobre relacionamento com o Pai chamaram a atenção de muitos que passavam por ali, que caminhavam pela Praça. Alguns até nos pediram que enviemos por e-mail o texto que Você pode ler aqui.

Com certeza, incomodamos algumas pessoas, incomodamos o príncipe deste mundo, já que atraímos a Presença e o Trono de Jesus para aquele lugar. Muitas pessoas nos falaram sobre o que sentiam: que a Praça estava sendo limpa e a maldade que havia ali estava sendo retirada. Disseram-nos que entendiam que nós amávamos a Deus e aos próximos e isso me fez muito feliz, pois é o nosso sonho sermos conhecidos assim.

Recebemos uma palavra dizendo que "o Senhor tem levantado loucos para Ele mesmo, para fazerem aquilo que aqueles que se consideram sãos, normais deveriam estar fazendo, mas não fazem"; antes, ficam fechados dentro de suas paredes denominacionais, de suas paredes pessoais, cada um preocupado com os próprios interesses. 

Enquanto nos ocupávamos em interceder e batalhar, vimos o Senhor Espírito usando os ministros com ousadia para profetizar sobre a Igreja, a cidade, a Nação, o Sudão e para declarar nossa dependência de Deus, motivo principal que nos levou até ali.

Glórias sejam dadas ao nosso Amado Rei! Como se não bastasse os ministros testemunharem o quanto sentiram a Presença de Deus, como se não bastasse ouvir manifestações de apoio de pessoas que moram por ali, como se não bastasse nos sentirmos protegidos pelo Senhor em plena raça pública, como se não bastasse saber e ouvir que, se incomodamos, é porque a Luz está se refletindo em nós... como se não bastasse a alegria de saber que o Senhor nos ajudou a completar pela  13a. vez o propósito de adorá-lO em Ribeirão Preto por 24 h ininterruptas... Como se tudo isso não fosse suficiente, após o encerramento (que foi muito intenso!) e a desmontagem dos equipamentos, enquanto esperávamos a terceira viagem do nosso carro, pudemos ver, eu e o Carlos Abrahão, muitas famílias, com inúmeras crianças brincando na praça, em paz e tranquilidade, como há muito tempo não acontecia, segundo nos contaram os que moram por ali... 

Sim, Jesus, Tua Presença é real onde Teus filhos Te adoram, na Terra, como no céu! 

Somos gratos aos irmãos que estiveram ali, adorando e intercedendo conosco: Comunidade Aliança, Metodista Renovada de Ribeirão Preto e de São Simão, Casa de Oração de Ribeirão Preto, Coral Salva Soul (MEGA), INSEJEC, Asembléia de Deus da Vila Guiomar, Congregacional do Ipiranga, Comunidade Esmirna, Gera Cristo, O Renovo de Jesus Cristo, ADOS e tantos outros que não assumiram turno, mas perseveraram conosco, numa demonstração de unidade e amor ao Senhor, aos irmãos e ao Seu Reino, que clamamos que venha logo! Maranatha!

Aleluia! Até aqui nos ajudou o Senhor!

QUE JESUS SEJA ADORADO 24 h POR DIA, TODOS OS DIAS!

Jackeline Sarah
jackelinecarlos@hotmail.com

TEREMOS 24 H DE ADORAÇÃO EM 11 E 12 DE OUTUBRO, NA CONGREGACIONAL DO IPIRANGA. PARTICIPEM!!!!!!!!!!!!

Nenhum comentário: