quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

A LIÇÃO DA PITANGUEIRA

Bem na frente da minha casa, há um pé de pitanga. E ele não caiu do céu, não. Foi plantado ali, há cerca de quatro anos. Nós o vimos crescer... E, sabe? Achamos que nunca cresceria...

Você já viu uma muda de pitangueira? Parece um galhinho, frágil, sem grandes expectativas... Pior, ainda, é quando o plantamos e ficamos meses e meses esperando até que aquela arvorezinha miúda resolva crescer um pouquinho. E só um pouquinho...

Com água, luz, cercada de plantas, mesmo assim, a pitangueira resistia em crescer. E nós amamos pitanga! Foi preciso muita paciência para chegarmos a um dia em que uma amiga nos disse para cortarmos os galhos inferiores. Fizemos isso e foi incrível o resultado. Em poucos dias, notamos a diferença: a pitangueira começou a crescer e ficar mais forte e mais bonita.

Algumas atitudes dos que a cercavam foram essenciais para o desabrochar da pintagueira: a paciência dos que, logo, queriam colher seus frutos; o olhar atento de alguém que sabia coisas sobre uma pitangueira; a poda, feita com amor, que, se a privou de alguns galhos queridos, abriu-lhe a porta do crescimento.

Hoje, várias podas depois, nossa amiga notou que a pitangueira já está fazendo sombra, com seus galhos que já tocam 1,80 m de altura. Ficamos felizes, por ela e por nós. Muitas pessoas já comeram de seus frutos e nos divertimos vendo os transeuntes fazerem uma pausa na sua caminhada corrida, para experimentarem um frutinho alaranjado azedinho-doce...

Ela continua crescendo e nós, por certo, continuaremos aprendendo a ser pacientes e a nos ajudar nesta caminhada, onde o que mais queremos é poder oferecer o fruto do AMOR ao Pai e aos próximos que passarem por nós. Sem falar da beleza e da sombra que poderemos oferecer, a partir das podas doloridas que o Espírito de Jesus fizer em nós, pois Ele nos conhece e sabe quais os queridos galhos inferiores que devem ser cortados, para que possamos crescer até o tamanho de Jesus...

Jackeline Sarah
jackelinesarah@compromissokandeya.com
Postado, originalmente, em 15/01/09

Nenhum comentário: