segunda-feira, 16 de março de 2009

37 - UM NOVO MOMENTO

Enquanto o plano imutável do Pai se desenrolava na História da Humanidade, chegou o tempo esperado; chegou o momento em que a Lei, dada a Moisés, cumpriu seu objetivo, que era o de revelar o mal que há dentro dos Homens. Porque a Lei é santa e o mandamento santo, justo e bom, afinal, vieram de Deus (Romanos 7:12); mas ela revelou o pecado que habita no Homem, que, ao quebrar um mínimo mandamento que seja, tornou-se culpado de todos (Tiago 2:10), confirmando que não há Homem justo sobre a Terra, que faça o bem e não peque (Eclesiastes 7:20). Como foi do agrado do SENHOR, por amor da Sua própria Justiça, engrandecer a lei e fazê-la gloriosa (Isaías 42:21), assim, também, chegou o momento na História em que o Plano imutável do Pai, feito desde antes da fundação do mundo, passaria para uma nova fase, com a vinda do Filho de Deus ao mundo, para resgatar aos Homens, pagando sua dívida na Cruz. E, quando Ele veio para salvar os Homens dos seus pecados, o Sangue do Cordeiro conhecido antes da fundação do mundo, manifestou-Se a nosso favor (1 Pedro 1:20.

Já a voz profética silenciara em Israel há 400 anos, quando João Batista começou a pregar o arrependimento, porque o Reino de Deus estava chegando (Mateus 3:1-2). João chamava os Homens que se esforçavam por viver segundo a Lei, sem, contudo, conseguirem resolver permanentemente o problema do pecado, que, se disfarçado na aparência religiosa, continuava morando dentro deles, justificava a morte de um número sem fim de cordeiros...



João os chamava ao arrependimento, à mudança de vida, chamava-os a abrirem mão de sua pretensa santidade e confessarem seus pecados, decidindo mudarem de vida, para enxergarem o Reino que estava vindo.




Jesus, ao deixar o céu e vir nascer, viver e morrer como Homem, inaugurou a nova fase no plano imutável do Pai, um momento novo, em que já a Lei estava sendo deixada no passado e despontava a Graça, o favor do Pai para os Homens, embora não merecessem. Nele, o Pai cumpriu os anúncios feitos à serpente (Gênesis 3:15), a Abraão (Gálatas 3:16), a Moisés (Deuteronômio 18:15), a Davi (1 Crônicas 17:11), aos profetas e a tantos homens e mulheres, que O esperavam, embora a maioria daqueles para os quais veio, entre Seu povo, não o tenham reconhecido.


Posso eu reconhecer em Jesus Aquele que veio para cumprir o plano do Pai a nosso favor?

????????????????


Minha resposta mostrará que estou compreendendo que a missão de Jesus e a minha missão em Jesus fazem parte de um plano bem feito, articulado e controlado pelo Pai, desde antes da fundação do mundo.

Sua resposta é essencial para que se realize em sua vida tudo aquilo que o Pai sonhou, planejou e quer realizar.



Venha o Reino que Jesus inaugurou!

Jackeline Sarah
jackelinesarah@compromissokandeya.com
Postado, originalmente, em 07/02/08.

Nenhum comentário: