sábado, 1 de novembro de 2008

04 - QUE CRUZ É A MINHA?

É muito bom compreender que "negar-se a si mesmo" não implica em matar a minha individualidade, mas significa decidir que não têm importância todas as coisas, sentimentos, pensamentos, posturas, decisões, atitudes, sonhos, objetivos, metas que afirmem que sou uma pessoa INDEPENDENTE de Deus.

Embora tudo ao meu redor, na sociedade, na cultura e, até mesmo, na religião, aponte para a independência como vida, o grande segredo que o Senhor veio desvendar, com Seu Reino, é que o filho de Deus deve DEPENDER do Pai, como Jesus dEle dependeu e depende.

A simplicidade do Senhor Jesus me encanta e me prende cada vez mais a Ele. Percebo que, logo após questionar a decisão pessoal de alguém quanto a ir após Ele (consciente de que passaria a DEPENDER dEle em e para tudo), o Senhor mostrou o que fazer em seguida, considerando uma resposta afirmativa. Quero ser simples como Jesus!

Mesmo tendo certeza apenas da minha própria resposta, continuaremos refletindo como se sua resposta tenha sido um "Sim, Jesus, eu quero ir após Ti, nesta caminhada do Reino, e, para isso, decido DEPENDER DE TI COMPLETAMENTE. " Então, já que Você e eu somos o alguém que quer ir após Ele, DEPENDENDO dEle, Jesus nos orienta: tome a sua cruz, dia-a-dia.


Ao longo da história do Cristianismo, a cruz vem sendo considerada de diversas formas...

leia mais em: QUE CRUZ É A MINHA?

Nenhum comentário: